Antes de tudo precisamos lembrar que a moda é muito mais do que apenas cobrir o corpo com tecidos. Ela é também atitude, forma de expressão e pertencimento social. A moda conta parte da história humana, fala sobre cultura, religião, classe social e escolhas.

Partindo desse princípio, podemos então entender a moda como fator transformador da sociedade. E compreender também o motivo de muitas vezes ela ser utilizada como forma de repressão, e até mesmo exclusão das pessoas. Mas felizmente o seu poder para transformar de forma positiva a vida das pessoas é tão grande quanto.

Uma ótima forma de pensar nesse lado positivo, é lembrar do momento que vivemos atualmente, onde as coisas erradas estão vindo à tona, e escândalos com relação à produção através da mão de obra escrava aparecem todos os dias, fazendo com que cada vez se fale mais sobre consumo consciente e a valorização do trabalho dos produtores locais e do movimento slow fashion. Campanhas como “você é o que você veste” e “quem fez as minhas roupas” fazem grande sucesso nas redes sociais, e estimulam as pessoas a de fato pensarem no que estão vestindo. Desde que esse movimento de conscientização começou, já foram lançados documentários, matérias e até livros falando sobre o assunto, resultando em ações como boicotes a algumas marcas.

E o consumo consciente vai ainda além da produção. Quando falamos em matéria prima, por exemplo, o assunto se prolonga ainda mais. São muitas também as campanhas contra a utilização das peles de animais, que têm sido substituídas por materiais sintéticos, resultando em um resultado estético muito semelhantes, porém sustentáveis.

Existem também novas tendências que incentivam a diminuição da compra de roupas no geral. Um bom exemplo é a moda do guarda roupa cápsula, que tem como objetivo ensinar as pessoas a terem peças de roupas chaves, que se combinem facilmente entre si, acabando com o risco de comprar roupas em excesso.

Nós enquanto empresa consciente apoiamos esses movimentos citados, e incentivamos o surgimento de outros que sigam essa mesma linha de conscientização, e grande potencial de mudar o mundo para melhor.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *